terça-feira, 8 de julho de 2008

Entrevista com James Marsters e palavras da Produção

ENTREVISTA COM JAMES MARSTESRS

Como prometido, aqui está a tradução da entrevista com James Marsters (Piccolo) da edição de Agosto da revista Jump Square. Dêem uma lida!

Qual a diferença entre o original e o live-action?

JM: Definitivamente a história deste filme é diferente do original.
Mas seria necessário mudar porque precisamos condensar a longa história do original para um filme. Por exemplo, alguns personagens do original não aparecem no filme. E nós tentamos dar um clima mais arenoso e gráfico (realista).
Embora existam diferenças entre os dois, penso que está tudo bem se o núcleo de Dragonball permanece.
Eu deixo meu filho assistir ao anime Dragonball, DBZ e DBGT desde que ele tinha oito anos de idade. No início, pensei que era muito violento, mas eu percebi que é o melhor programa pra treinar para se tornar um homem de verdade. Homens de verdade não precisam ostentar a si mesmos. Eles são calmos, gentis e modestos mas quando a coisa se complica eles não hesitam em matar o inimigo, e acho que é isso que Goku é.
Goku é um homem de verdade. Eu sei que meu filho captou tal mensagem e aplicou em sua própria vida. Meu filho não usa de violência com os outros, mas não tem medo de sua própria raiva. Eu acho que isso é importante.

Quantas horas levou pra aplicar a maquiagem?

JM: Cerca de quatro horas. Felizmente, meu maquiador fala bastante, nós conversamos muito durante a maquiagem.

Por favor, diga-nos a mais notável cena do filme, especialmente cenas de ação!

JM: É a última batalha! Eu gosto de fazer as cenas de luta. Quando eu trabalhava para um programa de TV durante sete anos, toda sexta-feira eu lutei até o sol nascer, eu senti que nunca iria passar por momentos tão bons novamente, até agora.
Além disso, eu nunca me machuquei feio (risos).

Você conversa com as outras co-estrelas também?

JM: Quando tenho um problema, eu converso com Justin [Chatwin]. Primeiro, nós estávamos preocupados com o figurino.
Nós achávamos que deveria refletir o espírito do original, nós persistimos nesse pensamento com os produtores.
Nós não queremos fazer nossos personagens parecerem bonitos e á salvo. Eu falei com Justin, e ele concordou. Assim como o diretor.

O que te preocupa sobre a atuação nesse filme?

JM: Boa pergunta. Falando de Piccolo, uma palavra vem à minha cabeça, é "solidão". Piccolo está sempre flutuando no ar na bela paisagem, mas ele nunca sequer admira a paisagem, ele só está pensando e olhando para seus pés.
Eu acho que essa é uma característica de Piccolo, mais que qualquer outra. Talvez esta seja uma característica de vingança. Ele odeia a si próprio e culpa aqueles que o aprisionaram. Seu desejo de matar não apenas eles mas suas famílias, mais que isso, destruir a cidade e o planeta em que eles vivem e protegem. Vingança é tudo pra ele. Tudo.

Como foi filmar em Durango?

JM: O deserto de Durango é muito frio à noite (risos). Felizmente eu estava vestindo armadura, mas Goku estava congelando no começo das filmagens. As pessoas locais são muito amáveis e interagiram com a gente. Além disso eles amam festejar! Se eu não tivesse trabalho, eu estaria disposto a me juntar à elas.
Eles ficam bebendo e cantando até às 4:30 da manhã. Mas eu precisava dormir para filmar no outro dia, então mudei de hotel para ficar longe dos festeiros.

Finalmente, uma mensagem para nossos leitores no Japão.

JM: Japão é lindo. Obrigado por nos dar Dragonball! É um programa importante pra todos nós e eu quero que vocês assistam, principalmente os jovens.
Eu agradeço ao programa por vários bons momentos que tive com meu filho. Farei o meu melhor para responder às grandes expectativas que os fãs têm.

Fonte: DBTheMovie

Dragonball-Live entrevistou Dan Fraga, um dos artistas do storyboard. Aqui estão os pontos altos:

Você se informou e teve inspiração no anime para criar seu story board ? Você foi inspirado pelo estilo de Akira Toriyama?

Antes de ser chamado para trabalhar em Dragon Ball, eu já era um fã do anime. Eu tinha por volta de 20 edições do mangá, mas em japonês, então eu só podia ver as imagens . A primeira vez que ouvi sobre Dragon Ball foi em 1993 quando uma companheiro autor de HQ me mostrou o Anime em uma fita VHS. O que me inspirou em Dragon Ball Z foi o nível de energia e dinâmicas nas sequências de ação. Se tem alguma coisa, foi isso que tentei trazer comigo pro meu trabalho no filme.

Muitos rumores dizem que o filme vai ser PG*, vai ser definivamente ser um filme PG e não PG 13* ? ou ainda um filme com censura R*? Na nossa opinião um filme com censura PG13 ou R é mais apropriado para o universo Dragon Ball.

Enquanto não posso comentar sobre a censura do filme, vou comentar que eu pessoalmente prefiro uma censura R. Meu primeiro trabalho em um filme foi em The 'Transporter 2'. Originalmente, filmamos um filme de censura R, e infelizmente, Luc e Fox queriam mais “traseiros nas cadeiras” então foi reduzido à uma censuras PG-13. Eu acho que o filme sofreu for causa disso. Assim como Dragon Ball preocupa, eu acho que Jim dirigiu um filme incrível. Eu tenho certeza que se seus cortes intencionais forem pra tela, ele ficará feliz.

Notas de Tradução:
PG = Não Recomendado para Menores de 12 Anos
PG 13 = Não Recomendado para Menores de 14 Anos (EUA = 13)
R = Não Recomendado para Menores de 16 Anos (EUA = 17)

Dragonball Le Film também recebeu uma mensagem de Cacey Hotchkiss, um operador de câmera do filme.

"Trabalhar em Dragonball foi uma grande experiência. Jim Wong é incrível. Ele sabe o que quer e não para até conseguir suas tomadas."

Trailer de DragonBall Live Action
Sobre o Trailer, o Diretor de Promoção confirma que o Teaser/Trailer será exibido em Japão primeiramente no prazo de 2 Meses.

Tradução: Hell Will da Comunidade Dragon Ball O Filme 2009
Entre e participe já. Clique no Entre.

Um comentário:

Matt disse...

James Masters fala tudo \o\
Pelo visto a luta final será de arrasar.

 
Dragon Ball - O Filme © 2008-2009